quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Kisha

Descrição: Gatinha de 2 anos (Outubro de 2007), meiga. Rastejou em sofrimento para ser salva. Esterilizada.
História: Esta menina de 2 anos rastejou em sofrimento com 3 fracturas na bacia. Arrastava-se com as pernas para baixo e esticadas, onde tinha uma espécie de "inchaço", e fazia um esforço enorme com as patinhas da frente. Tinha um miar de dor que tocava mesmo cá no fundo. Depois de termos percorrido imensos veterinários e sem conseguirmos encontrar nenhum (logo havia de ser domingo...), fomos logo para o Hospital Montenegro com medo que fosse coluna e que a menina estivesse a sofrer horrores, com medo que pudesse ser algo que tivesse de ser operável no próprio momento e se não fosse que ficasse irreversível para sempre... estávamos desesperadas! Já no hospital, fez logo raio-X, que viria a confirmar a bacia fracturada em 3 sítios.Nem queríamos acreditar. Apesar de todo este cenário, a Kisha continuava calminha e a deixar fazer tudo. Pior ficámos quando soubemos que a conta seriam 470 euros (com cirurgia, medicação e internamento incluídos), mas tínhamos de decidir nessa noite. Porque, se fosse para operar, teria de ser feito logo no dia seguinte, hoje, dia 22 de Outubro de 2007. A operação vai ser muito importante para ela. Depois de ser operada e de uma recuperação de cerca de 2 meses, a menina vai ficar bem. E, sabendo isso, parte-nos o coração. Ela pode ficar bem... Sabemos que não podemos mais, temos imensas contas e tem sido tudo tão junto... tem sido terrível... mas não é fácil virar costas e não dar uma oportunidade a esta menina. Ela ficou assim porque possivelmente levou uma forte paulada... :( A hipótese de ter sido atropelada também não está posta de parte, mas tudo aponta mais para uma forte pancada... :( É tão duro e revoltante... :( Alguém que se acha no direito de praticar tamanha maldade ao ponto de colocarem os animais neste sofrimento. A Kisha ficou internada e hoje, dia 22 de Outubro, temos de dar a "ordem" de operação, se for então para operar... O que terá mesmo de ser, porque senão pode ficar sem conseguir fazer as necessidades. É demasiado terrível e estamos com a nossa cabeça completamente desfeita... Tudo isto tem sido emocionalmente forte... e olharmos nos olhos de um animal que por maldade humana fica numa situação assim... Queremos acreditar que conseguimos pagar esta conta, mas para isso queremos saber com o que podemos contar. Por favor, pedimos que nos ajudem mais uma vez e em tom de muito desespero, porque esta menina merece mesmo uma oportunidade... Se alguém nos puder ajudar com uma migalhinha, por favor, avise-nos por e-mail ou por telemóvel.

Temos de tomar esta decisão durante o dia de hoje, 22 de Outubro, e estamos mesmo com a corda ao pescoço...

Os valores de ontem já foram:
Consulta de Urgência: 41 euros
Raio-X : 27 euros
Medicação: 2,50 euros
Internamento desta noite: 10 euros

O que perfaz 80,50 euros. Se avançarmos para a cirurgia teremos de pagar mais 470 euros. E temos de pagar tudo quando a menina tiver alta. Mais uma vez, só se torna possível ajudar, se nos unirmos todos!!! Entretanto, a Kisha só pode comer comida húmida, e por vezes leite, para ajudar a que as fezes sejam mais moles, para ela não ter de fazer tanto esforço a fazer as necessidades. Isso provoca dor e poderá "estragar" algo. Nota: Se for operada, depois de ter alta, esta menina vai ter de recuperar cerca de 1 a 2 meses dentro de uma jaula onde possamos colocar comida, água, potezinho e caminha. Não vai poder sair de lá durante este tempo todo, para que a recuperação fique mesmo bem feita e não corra mal. *Se alguém tiver uma jaula que nos possa ceder para esta menina, ficaremos muito gratas. Uma jaula igual àquela em que o Pantufas ficou internado seria o ideal,* uma vez que ela terá de viver por um longo período de tempo nesta situação e uma transportadora é um espaço muito pequenino e desconfortável para um gato estar tanto tempo... Poderá ver fotografias aqui: http://www.refugiodaspatinhas.org/adoptados/pantufas

Actualização em 23 de Outubro de 2007: A doce Kisha só hoje de manha cedo (23 de Outubro) pôde ser operada. Não foi operada ontem, porque ainda não se encontrava estabilizada e ainda havia um risco acrescido. Hoje, foi operada logo de manhã, e podemos já adiantar que a cirurgia foi um sucesso. Ficará mais um dia internada por conselho dos veterinários, uma vez que foi uma cirurgia difícil e que o pós-operatório deve ser muito, muito bem vigiado e controlado (o que ficará por mais 17 euros da conta final). Se tudo correr bem, amanhã, dia 24 de Outubro, terá alta. Daremos notícias (acompanhadas de novas fotografias), assim que seja possível. Queremos agradecer a todas as pessoas que já contribuiram para esta despesa e que, dessa forma, estão a ajudar a que tudo isto se possa tornar possível para a pequena Kisha. Muito obrigada, mesmo!!

Actualização em 24 de Outubro de 2007: Hoje, dia seguinte à operação, a Kisha continuou a recuperar muito bem. Teve alta e estava muito bem disposta. Vai ter de fazer medicação para 10 dias e limpeza à sutura 2 vezes por dia. Daqui a 10 dias retira os pontos. Daqui a um mês terá de repetir o raio-X para se ver a sua evolução e se podemos alargar os seus "horizontes" (porque durante um mês terá de ficar mesmo limitada ao tamanho de uma jaula onde só caiba o potezinho da areia, a comidinha e a caminha dela). Pode ser que quando repita o raio-X daqui a um mês possa ter um bocadinho mais de liberdade... Todos os sinais (principalmente as suas fezes e urina) terão de ser agora muito bem vigiados. Mas logo, logo, esta menina poderá ficar bem. Ao que parece, ao terem operado a tal parte fracturada que era operável e que era muito importante operar, as outras duas fracturas (não operáveis) ficaram quase que na sua posição normal. Queremos agradecer a todos que se uniram em torno de mais este caso e que dessa forma permitiram que mais uma menina tivesse uma oportunidade... OBRIGADA mesmo a todos que não ficaram indiferentes a este apelo e que tornaram possível que esta operação se concretizasse!! A conta total foi de 568 euros (80,50 euros + 467,50 euros + 20 euros = 1.º dia + cirurgia (medicação + internamento) + medicação da farmácia para os 10 dias do pós-operatório). E, graças à ajuda de quem nos estendeu a mão em mais um sufoco (que tivemos tanto medo de não conseguir ultrapassar), foi possível liquidar esta despesa. O nosso MUITO, MUITO OBRIGADA!!! Deixamos, por fim, umas fotos que acreditamos ser de profundo agradecimento por "hoje" a Kisha poder estar com menos dores e poder recuperar de todo o sofrimento que lhe causaram. Ainda "ontem" rastejava desesperadamente cheia de dores, naquela estrada (e que esforço ela fazia nas patinhas na frente para se mover).

Actualização em 26 de Dezembro de 2007: Passados 2 meses depois da operação desta menina, período durante o qual a sua recuperação correu às mil maravilhas, esta menina encontra-se perfeitamente bem. Já anda normalmente, e nem se nota nada de nada!! Na zona onde ficou a cicatriz, já tem pêlo a crescer. Contudo, sendo ela uma menina que vivia na rua, ainda estamos a tentar "domesticá-la" um pouco mais, sendo que todo o cuidado com janelas e "escapes" para o exterior têm de ter atenção mais redobrada. De resto, esta menina tem-se revelado ser um autêntico doce e incrivelmente meiga. Assim que possível, colocaremos novas fotos.

Actualização em 21 de Setembro de 2009: No dia 14 de Setembro de 2009, a Kisha foi-se muito abaixo e estava sem querer andar nem se queria muito mexer. Estava enroladinha quando chegámos nesse dia. Vimos que algo de mal se passava, até porque estava já a desidratar. Fomos a correr para a veterinária e o pior revelou-se: os pulmões estavam cheios de líquido e nem o coração quase se ouvia. Foi detectado um sopro no coração. A Kisha tem cerca de 4 anos, mas tem um coração de uma gata de 14 anos. A Kisha esteve entre a vida e a morte. Pensámos mesmo que a perdíamos. Era mesmo muito grave. Ficou muito bem medicada e a soro e a lutar. Conseguiu "limpar" os pulmões até ao final dessa semana, e o coração começou a ouvir-se. Contudo, continuava sem comer. Sem conseguir arranjar forma que ela se alimentasse, decidiu-se levá-la de regresso para o Refúgio, para ver se no seu ambiente ela comeria. Mas não... :( Pouco tempo depois desidratou novamente. Cheia de comprimidos para tomar, mal nos vê com eles na mão começa a stressar de tal forma que se espuma sem parar. Foi logo novamente internada... Já faz oito dias que não quer comer. No dia 22 de Setembro vai fazer análises e há possibilidade de se ter de fazer mais algum exame. Estamos de coração apertado com a Kisha... É uma angústia terrível todos os dias. :( Esta menina já faz tanto tempo que continua connosco e não merecia passar outra vez por uma situação má. Não sabemos qual será o desfecho de tudo isto, até porque ainda não se sabe o que afinal está a causar esta intensa falta de apetite, mas esperamos conseguir encontrar a causa a tempo. Não sabemos também ainda em quanto ficará tudo isto. Esperamos poder contar mais uma vez com a solidariedade de todos... :( A Kisha é ainda uma menina nova que merece poder viver ainda para mais depois de tudo pelo que passou quando foi encontrada. Quando soubermos de notícias e valores, actualizaremos. Aguenta-te, pequenina... :(

Actualização em 2 de Outubro de 2009: Finalmente o susto passou. Depois de duas semanas internada a lutar pela vida e quando sentíamos que ela quase estava a desistir, tudo mudou. Depois de realizar o raio-X e de ser verificar que ainda tinha líquido nos pulmões, intensificou a medicação e finalmente os medicamentos começaram a fazer efeito. Começou a comer e a recuperar. Podemos agora respirar de alívio. Já regressou ao Refúgio, onde mantém medicação e ração especifica. E foi comovente ver a felicidade dela ao regressar ao espaço que sempre conheceu depois de ser resgatada da rua. A conta final desta menina ficou nos 160,70 euros. Qualquer ajuda que nos possam dar é para nós uma ajuda preciosa. Felizmente, podemos dizer TEMOS MENINA!

Actualização em 13 de Outubro de 2009: Felizmente, a Kisha tem continuado estável e a comer. Continua medicada, mas não teve qualquer recaída. Felizmente também, já conseguimos pagar a conta desta menina. Muito, muito obrigada a quem nos ajudou.